23 de nov de 2009

Choro na Feira ecoa tranqüilo em horário alternativo

No sábado, 21/11, o som do grupo "Choro na Feira" foi apreciado por poucos na Pracinha da General Glicério, ao cair da tarde.
Por volta das 17h, sem o burburinho da feira e com sol mais ameno, o grupo se reuniu tranqüilo.
O publico ouvindo o som ecoar pelas redondezas, foi chegando e ficando. Mas a primeira a chegar foi a estranha senhora, que até hoje ainda está lá. Quem é ela? Saiba mais...

6 comentários:

Valéria disse...

Quando vc descobrir me conta logo! Tô curiosa com a estranha figura.

Isabel disse...

Ok, ainda vou perguntar lá na praça. Ou quem sabe alguém me conta aqui mesmo.
Parece coisa de algum artista da região.

Anônimo disse...

Descobri que ela se chama AMPARO. É moradora da praça e pede que cuidem dela.
Se chover vou levar um guarda-chuva pra ela.

Valéria disse...

Parece que a senhora misteriosa já tem um nome... Amparo. Ela necessitará mesmo de um guarda-chuva caso chova, se não babau Amparo!!

Isabel disse...

Ihhh....Choveu ontem a noite! Como estará a AMPARO?
Vou dar uma olhada pra ver se ela está bem.

Anônimo disse...

Lá se foi a AMPARO... alguém levou ela embora.
Mistério total.