22 de jul de 2010

Arte ingênua...


Esta semana estive no MIAN para conversar com os responsáveis, sobre um projeto que tento viabilizar.
Muitos moradores da região nunca se interessaram em conhecer este museu, mas eu sempre me surpreendo com a riqueza de detalhes e cores das imensas telas do salão principal.

Na tela da esquerda, com 25 metros de comprimento, a História do Brasil desde o descobrimento até a criação de Brasília. Na direta, uma declaração de amor ao Rio.

O Museu mantém, com grande dificuldade, o maior e mais completo acervo de pinturas Naïf do mundo, que pode ser visto de segunda a sexta, das 13h às 17h. Rua Cosme Velho, 561 - Cosme Velho.

2 comentários:

LÍLIA disse...

Realmente Isabel é um acervo encantador e impressionante. Tomara que a Jacqueline possa dar continuidade ao trabalho do Lucien que compartilhou sua coleção com toda a comunidade. O painel da história do Brasil até a fundação de Brasília é de autoria de Aparecida Azedo, uma militante fantástica e que nos legou lindas obras naif e teve o apoio do Lucien e da Jacqueline em seus últimos anos de vida para ali fazer esse painel e expor também lindas peças pintadas em pequenas telas e até em pedras. Acho que tudo isso pode ser visto por lá. Vale a pena.
Lília Coelho

Isabel disse...

Oi Lília, obrigada pelo comentário. Eu não sabia dessa história da tela grande.
Também torço para que a Jacqueline consiga com sucesso continuar o trabalho do pai e manter o MIAN aberto para o público.