26 de ago de 2010

Acompanhando as Casas Casadas...




Não sei exatamente o motivo, mas tenho muita simpatia pelas Casas Casadas. Há muitos anos, quando ainda não morava em Laranjeiras, meus irmãos tentaram pegar a obra de restauro do imóvel, mas não deu e outros fizeram.

Mais tarde, já em Laranjeiras, participei da organização do II e III Arte em Laranjeiras e Cosme Velho. Na época procurei o pessoal da Riofilme, que ocupou o local, e eles nas duas vezes abriram, improvisadamente, um espaço para o publico ver gratuitamente filmes que seriam lançados em breve. Foi fantástico.

No II Arte (2007) foi inaugurado também o Espaço Rio Carioca, anexo das Casas Casadas, com o lançamento do livreto "Casas Casadas - Feliz resultado de uma luta popular"- texto de Regina Prado.

Vários filmes foram e são produzidos lá, como “Tropa de Elite 2″, de José Padilha, “5 x Favela”, coordenado por Cacá Diegues, e “Não se Preocupe”, de Hugo Carvana.

Ali foi feita uma cinemateca que funciona gratuitamente de segunda a sexta, das 9h às 18h.

Em 2009 num espaço do térreo das Casas Casadas aconteceu uma oficina de audiovisual com mais de 250 alunos, por três meses, para o filme “5 x Favela, agora por nós mesmos”. O filme estréia amanhã, 27/8.

Eu vou acompanhando a história do lugar na torcida pela abertura das salas de cinema. Acho um belo imóvel, independende de estar ou não sendo subutilizado.

Um comentário:

Anônimo disse...

Concordo com a Isabel, o lugar é muito interessante, merece um aproveitamento voltado para integrar,também, os moradores locais com mais arte, dando-nos mais salas e mais filmes, mesmo que amadores , para os nossos fins de semanas serem mais culturais. Aliás trata-se de um bairro Imperial.....