30 de set de 2010

A novela do ponto final em dia de feira



Todo sábado o ponto final do ônibus 184 muda de lugar por causa da feira. O ponto se desloca alguns metros, mas é o suficiente para causar muita confusão.
Na terça-feira, 7 de setembro, chegando de viagem, parei meu carro na Rua General Glicério. Tudo certo se ele não tivesse ficado ali estacionado o resto da semana.
Sábado, 9h da manhã – Dia de feira. Caramba! Corri pra tirar o carro da vaga, mas era tarde demais. O coordenador do ponto, com um sorriso irônico, veio me contar que o guarda já tinha multado o meu carro. Droga!!!
Estacionei em outro lugar e voltei pensando numa solução para aquele ponto, pois muitas pessoas não reparam a pequena placa azul que indica a mudança.
Resolvi conversar com o tal senhor, sugerindo que ele solicitasse uma placa de proibido estacionar aos sábados. Seria mais fácil visualizar a placa de proibido do que a pequena placa que informa: Ponto 184 aos sábados das 0h às 15h. OBS.: O banner da foto é colocado na sexta a noite.
A resposta que ouvi foi que há 30 anos o ponto muda aos sábados e todo mundo sabe disso. TODO MUNDO.
Logo, no pequenino universo daquele homem, os outros carros ali parados e multados, estavam ali de propósito, para implicar com ele e atrapalhar seu trabalho. Para o chefe do ponto final do 184, mesmo quem vem de outros bairros ou cidades sabe que há 30 anos é proibido um carro amanhecer ali aos sábados...

- As vezes canso de acreditar que as coisas podem ser melhoradas. Como sensibilizar as pessoas para o fato de que as coisas podem mudar para melhor se todos tiverem boa vontade?
Seria mais fácil se ele solicitasse a placa. Mas tudo bem, eu vou solicitar.

Um comentário:

Silvia disse...

Honestamente, gostaria de saber qual a necessidade da Linha 184.

Como moradoradora da área desde 1987, só vejo esses onibus mais e mais desregulados, poluindo cada vez mais o ar da General Glicério e ruas adjacentes.

Sem brincadeira, a poeira que entra na minha casa é preta e oleosa, típica do motor desregulado (e zero manutenção) dos onibus dessa linha.

Os onibus que fazem ponto final no Cosme Velho sao mais do que suficientes, tornando a linha 184 redundante.